Aposentados do sistema bancário com experiência em concessão de crédito para pequenos negócios foram selecionados pelo Sebrae para atuar em todo o país.

O que é

O projeto Senhor Orientador, concebido pelo Sebrae e pelo Banco do Brasil, visa agilizar a concessão de crédito a micro e pequenas empresas, além de proporcionar o retorno de profissionais aposentados do sistema bancário ao mercado de trabalho.

Para apoiar as empresas neste momento de retomada da economia, 310 consultores, selecionados pelo Sebrae entre aposentados de instituições bancárias e experientes no mercado de concessão de crédito, atuarão em todo o país, atendendo mais de 36 mil empreendimentos até o final do ano. Eles vão avaliar a capacidade de endividamento dos pequenos negócios e orientar os empresários na obtenção de capital de giro.

Ao todo, quase 1,5 mil interessados se inscreveram para trabalhar como consultor de crédito do Sebrae. Participaram do processo aposentados do sistema bancário com mais de 60 anos e, no mínimo, 10 anos de experiência em análise de crédito e atendimento à pessoa jurídica. Os candidatos passaram por uma seleção e, posteriormente, realizaram um alinhamento institucional com apoio de ferramentas de comunicação a distância.

Dividido em três módulos, o curso abordou a missão e o planejamento do Sebrae, as características próprias e definidoras das micro e pequenas empresas, as linhas de financiamento do BB que serão oferecidas e a ferramenta de trabalho de campo que será utilizada na consultoria.

Como funciona

O empresário interessado em obter crédito deve procurar a unidade do Sebrae mais próxima. Ele será encaminhado a um dos consultores credenciados no Senhor Orientador para realizar diagnóstico da empresa e avaliar se o financiamento é a melhor solução para o negócio.

A consultoria será presencial, com duração estimada de quatro horas. Os atendimentos devem ocorrer entre março de 2017 e dezembro de 2018.

Empreender Mais Simples

O Senhor Orientador dará início à fase de operação do programa Empreender Mais Simples: menos burocracia, mais crédito, convênio assinado em janeiro entre o Sebrae, o Governo Federal e o BB com o objetivo de simplificar a gestão de micro e pequenas empresas e orientar o financiamento a empresários.

“O crédito pode ser a salvação de uma empresa. É preciso saber, contudo, usar conscientemente os recursos de terceiros e melhorar a gestão financeira da empresa para reduzir as chances de inadimplência. Obter crédito é uma operação complicada que envolve riscos, que precisam ser calculados. Ter consultores experientes do lado faz a diferença nesse processo”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

O Senhor Orientador vai acelerar o acesso das micro e pequenas empresas ao total de R$ 8,8 bilhões em linhas do Banco do Brasil para capital de giro. São previstos R$ 900 milhões por meio da linha Proger Urbano Capital de Giro, com recursos do Fundo do Amparo ao Trabalhador (FAT), R$ 7 bilhões da linha BNDES Capital de Giro Progeren e mais R$ 900 milhões do FCO Capital de Giro, para empresas que possuem atividade produtiva no Centro-Oeste.

“O crédito representa 60% das receitas do BB e é a nossa aposta para retomada da nossa rentabilidade e do crescimento do país. A economia brasileira está recuperando sua confiança, e o trabalho dos orientadores do Sebrae ajuda a levar esta confiança a um setor que é fundamental para o país”, afirma Paulo Caffarelli, presidente do BB.

Saiba mais sobre o programa Empreender Mais Simples: menos burocracia, mais crédito

Fonte: Sebrae Nacional - 15/03/2017